domingo, 13 de abril de 2014

Resenha: A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar

Livro: A estrela que nunca vai se apagar;
Título Original: This star won't go out;
Autor(a): Esther Earl, Lori e Wayne Earl;
Ano de publicação: 2014;
Páginas: 435;
Editora: Intrínseca;
ISBN: 978-85-8057-466-1

O livro “A estrela que nunca vai se apagar” é a biografia de Esther Grace, a garota que inspirou o autor John Green a escrever o famoso best-seller literário “A culpa é das estrelas”.

Esther Grace era uma garota saudável e normal aos seus 12 anos, até ficar com algumas dores na costela e se cansar facilmente com atividades simples. Seus pais, muito preocupados a levaram á um médico  para saber o motivo das dores e do cansaço. De início, a família achava que era uma simples pneumonia, mas foi aí que o pior foi descoberto, Esther estava com câncer na tireoide (muito raro em crianças). E então a luta pela vida começou.



O que importa é amar os amigos completa e totalmente, o melhor e o pior lado, e amar mais do que apenas as coisas boas. Trata-se de mostrar que você está disposto a aceitá-los pelo que são, que eles não devem se sentir inseguros ou constrangidos na sua presença, o que pode ser uma tarefa difícil

O livro começa com introdução de John Green, contando como conheceu Esther e como ela fez parte de sua vida. Logo  após, temos passagens da família e amigos de Esther.

O mais legal de tudo, são as cartas que Esther escrevia para as pessoas que amava. O livro traz também partes do diário dela, o que nos faz entrar na sua cabeça e vermos como foi passar por tudo que essa pequena garota passou, desde a horrível descoberta.

Esther não era a garota perfeita e certinha, longe disso, ela até confessou em algumas cartas seus piores erros. Um desejo? Beijar um garoto. Esther também era confusa e muitas vezes triste.

Apenas seja feliz, e, se você não ficar feliz, faça coisas que o deixem feliz. Ou fique sem fazer nada com as pessoas que o fazem feliz.

Com certeza o que mais me emocionou no livro foi a inocência de Esther, o modo de como ela agia a tudo isso e seu amor incondicional. Ela era o tipo de pessoa que espalhava amor e luz por onde passava. A forma de como ela lutava era surpreendente.


Capa e diagramação:  A capa é com a foto de perfil de Esther, que é linda e o título está em alto relevo, o que dá aquele charme a mais.
As páginas são com letras grandes e  as folhas  são “coloridas” com desenhos de estrelas e fotos. A Intrínseca está de parabéns com o capricho desse livro. É lindo do começo ao fim.

Não tenho como explicar como essa biografia me tocou. A história é triste, é alegre, é engraçada, emocionante e tudo que você possa imaginar.
Esse é  o tipo de livro que todas as pessoas deveriam ler. Está nos meus favoritos sem pensar duas vezes.

Classificação:

4 comentários:

  1. Oi Bianca, tudo bom?
    Esse livro parece ser super bom. Criei várias metas para 2014, e uma delas é ler mais livros que tenham algo a ver com biografia ou que sejam uma biografia. Com certeza irei ler esse livro agora.
    Ah, e te indiquei para uma Tag: http://coemundo.blogspot.com.br/2014/04/tag-livros-e-blablabla.html . Espero que goste :)
    Beijos
    coemundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Não sou fã de biografias, mas acho que este livro é uma ótima leitura para quem quer sair da zona de conforto e claro, pelo que você falou, é uma leitura bem tocante.

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não sou muito de ler biografias, até por que não gosto. Mas essa com certeza me tocou muito. Uma das melhores leituras do ano.

      Beijos

      Excluir